Seguidores

sexta-feira, 11 de março de 2016

AMOR AMIZADE E CONSIDERAÇÃO.


       Palavras lindas!
Pena que nem todos saibam o significado destas palavras e, pior ignoram.
E quando eu me refiro ao amor, não digo só do amor, entre homens e mulheres, pais, filhos e família.
Eu me refiro ao o amor em geral, principalmente, entre amigos que levamos para a vida inteira, uma amizade sincera e duradoura.
Isto é, onde os amigos se respeitam, e tem consideração um pelo o outro haja o que houver.
Se falando sempre, sendo confidente, tentando ouvir seu amigo, e não só nas horas felizes, mas em todos os momentos.
Família, a maioria é assim, está sempre disposto ajudar uns aos os outros, isso em todos os sentidos.
 Porém no caso dos amigos, nem sempre é assim, dificilmente existe uma amizade para todas as horas.
E o pior, são aqueles amigos que se fingem de bom caráter, prestativo, humano, e na primeira oportunidade derrapa.
É só você precisar que correm todos.
Não meus amigos!
Enganam-se quem pensa que é para lhe ajudar, ao contrario corre de preferência o mais longe possível.
Com vocês já aconteceu de algum amigo (ASPA) ter a cara de pau de pedir para batizar seu filho?
Eu jamais faria isso, eu não sei com que intuito, mas comigo aconteceu com o meu segundo filho.
 Dois casais pediram, minto, os maridos pediram, e como eu amava a esposa de um, e por termos sido amigos desde jovens, eu aceitei com prazer, e pela a minha amiga, nunca me arrependi, ela era uma pessoa maravilhosa, e que vai está no meu coração eternamente, já o marido, depois que ela morreu.
 Junto com ela, nos enterrou digo a mim e ao meu filho, podem acreditar.
O Outro casal, por consideração, quando a minha filha nasceu, eu tive a infelicidade de convidá-los, esses!
 Há se arrependimento matasse!
Eles viram minha filha, no dia do batizado, e vinte e dois anos atrás, quando meu marido morreu.
 Ai nunca mais, na certa acreditando que eu iria lhe pedir esmola.
(JAMAIS MEUS QUERIDOS).
E desse tipo de gente, eu sinto pena e desprezo, e com certeza ainda irão se envergonhar, e sentir na pele, a dor e a falta de um amigo, e de uma amizade sincera.
OBS.
 Eu resolvi escrever esse texto, porque eu batizei um garoto, que hoje está com trinta e dois anos, e nunca mais vi, e no meu caso, não pedi para batizar, mas o destino nos separou, mais eu rezo todos os dias, para ele e sua Família, e meu maior sonho é vê-lo antes de morrer.

Joana D’arc Nunes de Araújo Alves Ferreira.

Nenhum comentário: